No estado, o Gabinete de Crise monitora a questão do desabastecimento em função da paralisação de caminhoneiros

cReunião foi realizada, nesta quarta-feira (30/5), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte

O governador Fernando Pimentel recebeu nesta quarta-feira (30/5), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, membros da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig-MG), que reúne as usinas de açúcar, etanol e bioeletricidade sediadas no estado. No encontro, o governador ressaltou que a Polícia Militar está atuando para garantir que os caminhoneiros que desejam seguir viagem possam passar pelos pontos de retenção com segurança.

“Em Betim (onde está localizada a Refinaria Gabriel Passos), os caminhões estão entrando e saindo. Estamos com policiamento 24 horas e atuando prioritariamente nos pontos de retenção”, afirmou Fernando Pimentel aos representantes da Siamig-MG. O coordenador do Gabinete de Crise e coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Fernando Arantes, também acompanhou a reunião. O Gabinete monitora a questão do desabastecimento em Minas Gerais em função da paralisação de caminhoneiros.  

O presidente da Siamig-MG, Mário Campos, pediu apoio para que o fluxo de caminhões seja acompanhado na Regap. “Viemos dizer ao governador que somos parte e solução deste problema. Nós produzimos dois tipos de etanol, o etanol anidro, que é misturado na gasolina, e o etanol hidratado que, em Minas, é consumido em larga escala. Hoje, 70% da frota mineira pode ser abastecida com etanol hidratado ou gasolina. Estávamos com dificuldades de operar. Quinze unidades estavam paradas hoje, do total de 33, por falta de diesel para as máquinas e alguns insumos. Algumas delas vão conseguir voltar amanhã”, disse Campos.

O presidente da Emater-MG, Glenio Martins, também participou do encontro, assim como outros membros da Siamig-MG.

 

Fonte: Agência Minas Gerais